A IBM anunciou nesta quarta-feira (19) uma parceria para que seu supercomputador Watson seja usado em um projeto de medicina genética para ajudar no tratamento personalizado de pacientes com câncer.

O programa do Centro de Genoma de Nova York (NYGC) vai permitir que médicos adaptem o tratamento para o perfil genético de cada paciente. A primeira fase do projeto vai focar pacientes com glioblastoma, um tumor no cérebro que mata 13 mil pessoas por ano nos EUA.

Para aproveitar o potencila de processamento do supercomputador, o Watson buscará estudos e dados clínicos nas revista de medicina para vinculá-los às mutações genéticas dos pacientes. “Os médicos tem muito pouco tempo, e não têm as ferramentas necessárias para oferecer tratamentos aos seus pacientes com base em seu DNA”, informaram NYGC e IBM em um comunicado conjunto.

“Essa iniciativa conjunta pretender acelerar esse processo complexo, mediante a identificação de padrões na sequência genética e em dados médicos, para criar oportunidades que ajudem os médicos a levar a promessa da medicina genética a seus pacientes.”

O presidente e diretor científico do NYGC, Robert Darnell, afirmou que, desde o sequenciamento do genoma humano, há mais de 10 anos, “o verdadeiro desafio que temos pela frente é como dar sentido à quantidade massiva de dados e transformar essas informações em melhores tratamentos para os pacientes”.

A IBM já tinha se associado em setembro de 2011 à companhia de seguros WellPoint para implementar a primeira aplicação comercial das capacidades de cálculo do Watson, desenvolvido para ajudar médicos a fazer diagnósticos e tratar seus pacientes.

O supercomputador ganhou fama em fevereiro de 2010 depois de vencer dois campeões humanos no jogo de perguntas e respostas “Jeopardy!”, tradicional programa da televisão americana.

Watson, batizado em homenagem ao fundadador da IBM, Thomas Watson, utiliza uma série de algoritmos para determinar de maneira extremamente rápida qual a resposta tem mais possibilidades de estar correta.

 

Fonte: G1

Oliveira Lima

Oliveira Lima

Oliveira Lima atua na área de segurança da informação há 10 anos, especialista em Pentest, Analise de vulnerabilidades e Hardering. Dedica-se também a pesquisas e analise de malware. Criou o Blog roothc.com.br, com intuito de manter o publico atualizado sobre noticias do mundo Linux e hacking, alem de dividir conhecimentos e propor debates.
Oliveira Lima